This website uses cookies in accordance with the policy in force. To continue browsing you agree to its use.
If you wish to know more, please see our Cookie Policy here.

O vinho dos mortos

Está em fase de certificação o Vinho dos Mortos de Boticas. Pelo segundo ano consecutivo este vinho, cujas garrafas são enterradas em saibro antes de serem abertas, deverá ter rótulo certificado. O único produtor de Boticas que vende para fora, Armindo Sousa Pereira, vai colocar no mercado cerca de duas mil garrafas.

O enterro do vinho decorre em Abril. A venda inicia-se em Junho, apenas em quatro locais de Boticas. O vinho dos mortos remonta ao tempo das invasões francesas (1808) quando a população, para evitar as pilhagens, escondeu os bens alimentares, enterrando-os. Mais tarde, o povo descobriu que o vinho apurou e a tradição manteve-se até hoje, embora com cariz familiar.